Mantenha a dieta nas festas juninas


As festas juninas reúnem uma série de tentações gastronômicas, como milho verde, pamonha, canjica, pé de moleque e quentão. Em meio a tantas delícias, fica difícil escolher os melhores alimentos e evitar abusos, não é mesmo? Segundo Myrna Campagnoli, especialista em endocrinologia que integra o corpo clínico do Lavoisier Medicina Diagnóstica, são comuns casos de infecções intestinais e intoxicações provocadas por bactérias que proliferam nos alimentos estragados nesta época do ano. Para evitar contaminações, é importante observar as condições de higiene e limpeza do local, conservação dos alimentos, temperatura ambiente e o prazo de validade dos quitutes. “Todo cuidado é pouco com as comidas juninas porque os ingredientes, em geral, são perecíveis. A pamonha e a canjica, por exemplo, devem ser consumidas no mesmo dia do preparo”, explica a endocrinologista. A especialista também recomenda que o consumidor fique atento com os famosos churrasquinhos industrializados de queijo coalho, por exemplo. “Veja bem se o local no qual estes produtos são feitos é limpo. E não consuma maionese e ketchup em bisnagas, apenas em sachês individuais”, reforça. Se você quer manter uma alimentação saudável durante esse período e deseja evitar o ganho de peso, confira 3 dicas da especialista:

1. Cuidado com a quantidade ingerida: Os alimentos de festa junina geralmente são muito calóricos. Por isso, não vá com muita fome. Faça um lanche antes de sair de casa

2. Não abuse do quentão e do vinho quente: O álcool também apresenta muitas calorias e deve ser consumido com bastante moderação, especialmente nas receitas que contém açúcar.

3. Compense as calorias extras: Se na festa houver algum exagero, não deixe de retomar o controle alimentar nas refeições seguintes.

LEIA MAIS IMPRIMIR ou SALVAR COMPARTILHAR ou SALVAR SALVAR PDF